Temor a Deus

temor-de-deus1

Jó: 12. 13. Mas Deus, de fato, possui toda a Sabedoria e poder; a ele pertencem o conselho e o entendimento. 14. O que Deus destrói não há como se possa reconstruir; quem ele aprisiona, ninguém consegue libertar. 15. Se ele retém as águas, predomina a seca; se ele libera as muitas águas, elas devastam a terra. 16. A Deus pertence toda a força e o saber; tanto o enganado quanto o enganador a ele pertencem! 17. Ele dispensa os conselheiros e faz os juízes de tolos. 18. Liberta-nos das algemas postas pelos reis, e lhes amarra uma corda à cintura. 19. Despoja os sacerdotes, abate e humilha os homens que se acham em posições indestrutíveis. 20. Silencia os lábios dos conselheiros de confiança, e retira a sabedoria dos anciãos. 21. Derrama desprezo sobre os príncipes e solta o cinto, isto é, retira o poder, dos fortes e soberanos. 22. Esclarece mistérios profundos das trevas, e traz à luz as mais densas sombras. 23. Brinda as nações com grandeza, e as destrói em um momento, faz crescer os impérios e as nações, e os dispersa. 24. Tira o entendimento dos chefes dos povos da terra e os faz perambular sem direção pelos desertos. 25. Cambalear pelas trevas, sem nenhuma luz; Deus faz os grandes líderes andar como bêbados sem rumo pela terra. Se eu tivesse que dar um tema a essa mensagem, seria “Temor a Deus.” E Deus tem me ensinado a ter temor nas minhas experiências pessoais de vida, e isso tem se confirmado no que eu tenho lido. Enfim. Deus é bom, Deus abençoa, mas também tem poder pra te destruir. Deus dá, mas também tem poder pra tirar. Todo o poder está nas mãos dele. E ter essa consciência, nos faz ter um temor muito grande, e nos faz pensar em pecar menos, e quando pecar, chorar, se arrepender. Parece meio “radicalista” pra alguns e até meio clichê dizer que Deus nos castiga pelo os nossos pecados, afinal “Deus nos chama ao arrependimento através do amor.” Mas saiba que sim, Deus nos castiga pelo os nossos pecados, e isso não deixa de ser um ato de amor, afinal, Deus castiga aqueles que ele tem por filho (Hebreus 12:6) Deus nos instrui a fazer a vontade dele, e assim como um pai castiga o filho, Deus também nos castiga nos dando alguma situação ruim. E não temos escolha. Ou fazemos aquilo o que Deus diz que é certo, ou não seremos salvos. Para onde iremos, se só Jesus tem as palavras de vida eterna? (João 6:68) E não só, por conta de salvação, mas por que isso pode nos prejudicar em alguma área da nossa vida futuramente, então melhor que corrija em uma “zona de conforto”, que é a vida, do que depois. Então por isso, digo que o castigo divino é um ato de amor. O livro de Eclesiastes também fala muito sobre não sabermos o que vai acontecer amanhã, e isso deveria gerar temor em nós na, pois isso é muito sério. É aí que uma pessoa com um coração cheio de temor está em condições de perceber o quanto o pecado é prejudicial a nós mesmos, e o quanto vale a pena viver pra Deus, pois ele é bom. Por fim, quero encerrar com uma frase interessante que eu vi esses dias. “Não há esperança para aqueles que vivem pra si mesmo.” Que Deus os abençoe.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s