Você acredita na cruz de cristo?

Essa é a percruzgunta chave do filme “do you believe” o filme que assisti a        minutos atrás, coincidentemente ele foi produzido pelos criadores de  “Deus não está morto”, o filme que bombou em muitos países e chegou ao  Brasil, analisando o filme com o conhecimento que eu tenho como  cristão, pude derramar algumas lagrimas não de emoção e sim de  arrependimento, de como estou vivendo a mensagem da cruz, aquela que  está escrita no evangelho de Mateus, estamos tão acostumados a ir em  igrejas com uma pregação que as vezes é tão “porca”, que esquecemos da mensagem da cruz, esquecemos o porquê Jesus foi pregado naquele madeiro, esquecemos o que devemos fazer aqui na terra, e nesse filme ele abriu meus olhos que estavam meio que fechados quanto a isso, não irei contar o filme, porém direi algumas coisas que me chamou a minha atenção, 12 almas precisavam acreditar que Deus existia, e um homem idoso com uma cruz de madeira, velha, puxando-a por uma rodinha fez um pastor entender o verdadeiro sentido da cruz, e esse pastor foi usado para mudar a vida dessas 12 almas, com essa pergunta que citei a cima questionou se ele acreditava mesmo na cruz de cristo, não irei falar mais do filme a não ser isso, antes mesmo de você assistir (pois tenho certeza que esse texto vai despertar sua curiosidade), faço essa mesma pergunta, você acredita na cruz de cristo? Você pode pensar que como cristão isso é uma pergunta sem sentido, mas acreditar é algo totalmente diferente de viver, em Marcos 8.34, Jesus faz um pedido para a gente, para tomar a nossa cruz e seguir ele, o sangue de Jesus foi derramado na cruz por nós, e o pedido dele é para nós renunciar tudo aquilo que afasta dele e seguir a ele, será mesmo que estamos fazendo isso? É difícil fazer o que Jesus fez por nós, morrer pelo irmão, dar a vida por ele, vemos pessoas jogadas ao chão e não estendemos nossos braços, ao contrário ficamos com medo, vemos pessoas precisando do nosso amor, e preferimos dar as costas, Jesus pra pregar o verdadeiro evangelho não precisou de riquezas ou bens, não agradeceu pelos serviços prestados, ao contrário, ele não teve comodismo, ele sofreu, e o filme, mesmo que não seja algo real e sim fictício, mas nos leva a pensar sobre como estamos carregando a nossa cruz, a morte de cristo para nós hoje é algo que traz felicidade, mas ao mesmo tempo temos que lembrar que ele sofreu, e nós devemos sofrer pelo nosso irmão, ir atrás daqueles que precisam do nosso amor, para depois ensinarmos a ele aqueles que nos amou primeiro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s